image

Blog

"Conhecimento não é aquilo que você sabe,
mas o que você faz com aquilo que você sabe."
Aldous Huxley

Qual a durabilidade média de um prédio?

Um prédio dura de 50 a 100 anos, mas esse período depende de como ele é feito, usado e mantido. A parte estrutural, geralmente feita de concreto armado, mantém o prédio de pé enquanto estiver firme. Mas, se ela balançar… “Vigas deformadas ou rachaduras nos pilares são critérios importantes para se interditar um edifício”, diz o engenheiro civil da USP Vanderlei John, especialista em durabilidade de materiais. Mas muito antes de cair o prédio pode se tornar um lugar perigoso. 

Um grande problema atual é a redução de custos. A qualidade do material usado também interfere no processo. Um prédio que antes era construído com material de qualidade e para durar 150 anos seria, atualmente, construído com menor custo e com estimativa de 50 anos de duração. A qualidade está dando lugar à quantidade.

Outro fator é a condição ambiental à qual o edifício está sujeito. Ventos, chuva, sol, umidade e fungos interferem na duração dos prédios. Nos Estados Unidos, por exemplo, as construções da Costa Leste são feitas para suportar furacões e ventos fortes, enquanto as da Costa Oeste precisam sobreviver a terremotos. O tempo de recorrência desses eventos é levado em consideração na hora de construir.

Durabilidade e Manutenção

A manutenção também é importante. Se for analisada cada parte da construção separadamente, é possível chegar a vários tempos diferentes, o que indica, mais ou menos, a necessidade de manutenção. Os telhados de aço podem durar 20 anos, os de amianto 40 anos e os de barro resistem por séculos.

Já as tubulações de metal duram em média 20 anos, enquanto as de PVC chegam a 50 anos. Os vidros, azulejos, tijolos e cerâmicas em geral possuem durabilidade indefinida.

Em uma construção, a tinta é uma das primeiras a apresentar os sinais de degradação e, com 5 ou 10 anos já é preciso renovar. Ela é a primeira proteção de um edifício.

O concreto e as vigas podem durar entre 50 e 100 anos. O problema é quando o cimento presente na sua composição absorve gás carbônico e gera uma mistura ácida e corrosiva.

Assim, para prorrogar a duração de um edifício, é preciso ficar atento na hora da manutenção. As vistorias também devem ser frequentes, com o objetivo de identificar possíveis problemas e realizar a correção antes que seja tarde demais.

 

Fontes: <superinteressante> <independent>

Publicado em Engenharia Civil, Engenharia Elétrica no dia 21/09/2018