Vida de estudante de iniciação científica ( parte 4/5)

É muito importante estar em projetos científicos, pois tais podem trazer boas experiências e oportunidades para o futuro.

Então Perguntamos ao Sergio se a pesquisa lhe trouxe crescimento acadêmico

A pesquisa trouxe a você um crescimento acadêmico? Como?

O principal fruto de uma iniciação científica é, com certeza, o crescimento acadêmico proporcionado ao aluno. Porém, este pode vir a ocorrer de diversas maneiras diferentes e creio que experimentei algumas delas. Por exemplo, o assunto de que o trabalho trata não é algo que já eu tivesse estudado anteriormente, portanto tive a oportunidade de estudar com maior profundidade e orientação algo que eu nem sei se estudaria de alguma outra forma na graduação.

Tive contato e ajudei a preparar e executar ensaios experimentais que não são comuns para a graduação e não têm procedimento experimental padronizado por algum texto normativo, portanto, o próprio método de ensaio dos consolos foi uma variável estudada.

Tive a oportunidade de, durante a iniciação científica, aprender um pouco sobre modelagem computacional por meio do Método dos Elementos Finitos com o pessoal da pós-graduação em estruturas da USP de São Carlos, que têm um dos programas de pós-graduação em estruturas mais bem avaliados do Brasil. Fiz um intercâmbio de 30 dias para a realização deste treinamento, que foi fundamental para que conseguíssemos realizar a etapa do estudo numérico da iniciação científica. Todo o custeio do intercâmbio foi realizado pelo projeto de pesquisa do professor Daniel em que está inserida minha iniciação científica.

Além disso, o exercício da exposição das ideias por meio do texto escrito e por meio da apresentação do pôster me forçou a sintetizar o que fora executado e a tentar ser o mais claro possível com a quantidade de texto que tinha disponível para me expressar. Isto acabou me ajudando a evoluir um pouco como acadêmico.

Se voce perdeu a entrevista seguem os links:

Vida de estudante de iniciação científica ( parte 1/5)

Vida de estudante de iniciação científica ( parte 2/5)

Vida de estudante de iniciação científica ( parte 3/5)

Vida de estudante de iniciação científica ( parte 4/5)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *