16 de fevereiro de 2016

Iniciação Científica

A Iniciação Científica na UFG

A Iniciação Científica (IC) é uma excelente oportunidade para quem deseja seguir carreira acadêmica, promovendo um crescimento ímpar ao acadêmico. Para a UFG, a IC tem as seguintes finalidades:

  • Reduzir o tempo médio para a pós-graduação;
  • Estimular a relação graduação e pós;
  • Contribuir para a formação e renovação de pesquisadores;
  • Incentivar o pensamento científico.

A Universidade oferece algumas oportunidades aos interessados, segue-as:

  • PIBIC, PIBIC-AF e PIVIC

Entre os programas de iniciação científica, estes são os mais populares. O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) é moldado para atender todas as definições de IC, além de oferecer auxílio financeiro e suporte institucional ao acadêmico em todo o período de vigência da bolsa (i.e. um ano). Entre os requisitos do programa para o acadêmico se encontra: estar devidamente matriculado no curso, ter sido selecionado e indicado pelo orientador, não ter vínculo empregatício e não participar de monitoria, além de não receber bolsa de outros programas. O aluno deve-se dedicar 20 horas semanais ao programa, no entanto, é flexível conforme o orientador.

Estas regras se mantêm aos outros programas, no entanto, o PIBIC-AF é exclusivo para os ingressantes pela UFG-Inclui, ou seja, por cotas. Já o PIVIC é um programa voluntário, possuindo todos os deveres e direitos do PIBIC mas, não possui auxílio financeiro.

Em todas as modalidades, o acadêmico ao final deve apresentar um relatório final sob supervisão do orientador e participar do Congresso Pesquisa, Ensino e Extensão da UFG – Conpeex.

Mais informações: https://www.ufg.br/n/85121-iniciacao-cientifica

 

  • PIBITI e PIVITI

O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação da UFG (PIBITI) busca incentivar trabalhos e projetos na área de desenvolvimento tecnológico e em processos de inovação. Um dos objetivos do programa é formar um cidadão pleno capaz de participar de forma criativa e empreendedora em sua comunidade. As diferença entre o PIBIC e o PIVITI são que o primeiro possui auxílio financeiro e o acadêmico deve ter média superior a seis, já o outro, é voluntário.

Os programas são válidos por um ano, sendo que o acadêmico deve-se dedicar integralmente às atividades acadêmicas e de pesquisa por 20 horas semanais. Ao final do projeto, o estudante deve participar do Congresso Pesquisa, Ensino e Extensão da UFG – Conpeex e elaborar um relatório final.

Mais informações: https://www.ufg.br/n/85122-iniciacao-tecnologica

 

  • Programa Jovens Talentos para a Ciência – PJTC

O PJTC não é um programa diretamente da UFG, mas sim, do Governo Federal. Também é um programa de incentivo à IC e possui basicamente os mesmos objetivos ditos anteriormente. No entanto, difere no quesito da seleção pois, os recém-ingressos na Universidade devem fazer uma prova a nível nacional com perguntas de conhecimentos gerais. O ingressante é automaticamente inscrito no processo seletivo basta apenas buscar mais informações com a coordenação do curso.

O Programa oferece bolsa de auxílio financeiro por um ano, além de incentivar a participação do acadêmico em atividades externas à Universidade, como cursos e capacitações.

Atualmente, o programa foi suspenso pelo Governo, sem data para a reativação mas, ainda há esperanças para o retorno.

Mais informações: http://www.capes.gov.br/bolsas/programas-especiais/jovens-talentos-para-a-ciencia